IFRS: Normas internacionais de relatório financeiros

O que são as IFRS?

Em resumo, IFRS é uma sigla para “International Financial Reporting Standards”.

Em tradução livre, as Normas Internacionais de Relatórios Financeiros (IFRS) são um conjunto de normas contábeis que regem como determinados tipos de transações e eventos devem ser relatados nas demonstrações financeiras.

Esse conjunto de normas contábeis foi criado e mantido pelo International Accounting Standards Board (IASB), com o objetivo de serem aplicadas numa base globalmente consistente para proporcionar aos investidores e outros utilizadores das demonstrações financeiras a capacidade de analisar o desempenho financeiro das empresas cotadas publicamente numa base comparável com os seus pares internacionais.

As IFRS têm alcançado uma ampla adoção global, sendo atualmente empregadas em mais de 100 nações, abrangendo tanto a União Europeia como mais de dois terços dos países que compõem o G20.

No entanto, é importante distinguir as IFRS das Normas Internacionais de Contabilidade (IAS), as quais, embora tenham sido predecessoras das IFRS, foram substituídas por estas últimas durante os anos 2000. Essa transição representou um marco significativo na harmonização das práticas contábeis em nível internacional.

Sendo assim, as IFRS prezam por garantir que os relatórios financeiros sejam transparentes, confiáveis e comparáveis entre vários setores e países, o que pode facilitar a tomada de decisões informadas por parte dos investidores.

As normas cobrem uma ampla gama de tópicos de relatórios financeiros, como reconhecimento de receitas, instrumentos financeiros, arrendamentos e outras áreas.

As IFRS chegaram no Brasil em 2007, através da lei 11.638, com o objetivo de padronizar as nossas demonstrações contábeis conforme os padrões internacionais.

Existem 17 normas contábeis IFRS, que cobrem vários aspectos dos relatórios financeiros, incluindo:

  • IFRS 1 – Apresentação de demonstrações financeiras
  • IFRS 2 – Pagamento Baseado em Ações
  • IFRS 3 – Combinações de Negócios
  • IFRS 5 – Ativos não circulantes
  • IFRS 9 – Instrumentos financeiros
  • IFRS 10 – Demonstrações Financeiras Consolidadas
  • IFRS 13 – Mensuração do Valor Justo
  • IFRS 15 – Receitas de Contratos com Clientes
  • IFRS 16 – Contabilização de arrendamentos
  • IFRS 17 – Contratos de Seguros

Por que as IFRS são importantes?

As IFRS são importantes porque:

  • Aumentam a transparência e criam confiança nos mercados financeiros internacionais.
  • Ajudam os acionistas a criar confiança nas empresas públicas que cotam as suas ações no mercado financeiro global.
  • Garantem que os investidores possam confiar nos relatórios financeiros padronizados que lhes são apresentados pelas empresas.
  • Também ajudam a comparar e analisar o desempenho financeiro das empresas no mercado global.

Onde as IFRS são exigidas?

As IFRS ou uma implementação local das IFRS devem ser seguidas por empresas públicas sediadas em 167 países em todo o mundo. Estes incluem a União Europeia, a Índia, o Chile, a África do Sul, o Canadá, o Reino Unido e também o Brasil.

Além de uma exigência legal de utilização das IFRS, também é utilizada por:

  • Investidores atuais e potenciais
  • Funcionários
  • Credores
  • Fornecedores
  • Credores comerciais
  • Clientes
  • Governos e agências
  • O público em geral

De modo geral, se uma empresa estiver listada publicamente em uma bolsa, as IFRS são exigidas por lei.

No entanto, todas as outras empresas podem optar por aplicar as IFRS, uma vez que podem beneficiar de ter demonstrações financeiras globalmente reconhecíveis.

Observe que isso pode variar de acordo com o país. É por isso que, como contador, é importante conhecer os requisitos das IFRS.

As IFRS no Brasil

O Brasil tem trabalhado na convergência e harmonização de suas normas contábeis com as IFRS, o que significa que muitos dos princípios e padrões contábeis brasileiros têm se alinhado com as normas internacionais. Isso tem como objetivo facilitar a transparência e a comparabilidade das informações financeiras em nível global.

Em relação às obrigatoriedades de adoção das IFRS no Brasil, é importante destacar:

  • Empresas de capital aberto: As empresas de capital aberto listadas na Bolsa de Valores brasileira (B3) são obrigadas a adotar as IFRS em suas demonstrações financeiras consolidadas desde 2010. Isso significa que essas empresas devem preparar suas demonstrações financeiras de acordo com as normas internacionais para garantir a comparabilidade das informações com empresas em outros países e atrair investidores internacionais.
  • Empresas de grande porte: Empresas de grande porte que não são de capital aberto também são obrigadas a adotar as IFRS em suas demonstrações financeiras consolidadas, caso atinjam determinados critérios estabelecidos pela CVM. Esses critérios incluem faturamento anual, ativos totais e número de empregados, entre outros.
  • Empresas de pequeno e médio porte: As pequenas e médias empresas (PMEs) no Brasil têm a opção de adotar as IFRS para fins de preparação de suas demonstrações financeiras, embora não sejam obrigadas a fazê-lo.

Como Implementar as IFRS na Sua Empresa: Passos Essenciais

Para iniciar a transição para a contabilidade no novo padrão internacional das IFRS, o contador responsável deve seguir um conjunto de passos essenciais, como:

  1. Identificação de Ativos e Passivos: O primeiro passo é reconhecer todos os ativos e passivos que são exigidos pelas IFRS. É importante revisar minuciosamente os registros contábeis e garantir que todos os itens obrigatórios estejam devidamente identificados.
  2. Reclassificação quando necessário: Caso as IFRS não permitam o reconhecimento de certos ativos ou passivos da forma como estavam anteriormente registrados, é necessário reclassificá-los de acordo com os critérios estabelecidos pelas normas. Isso pode envolver a reclassificação como ativos, passivos ou elementos do patrimônio líquido, conforme apropriado.
  3. Aplicação das IFRS na Mensuração: A terceira etapa fundamental é aplicar as IFRS na mensuração de todos os ativos e passivos reconhecidos. Isso significa que os valores dos ativos e passivos devem ser avaliados de acordo com os princípios e critérios estabelecidos nas normas.

A implementação das IFRS é crucial para beneficiar sua empresa. Isso pode facilitar a atração de investidores, tornar mais acessível a obtenção de capital e ajudar a evitar problemas fiscais. Portanto, é de suma importância implementá-las o mais cedo possível em sua empresa.

Quer implementar o padrão IFRS na sua empresa?

Se você está considerando adotar as IFRS, recomendamos buscar a assistência de profissionais especializados no assunto. Na Numeric Brasil, temos especialização em adoção da IFRS e atuação com empresas estrangeiras.

Não perca a chance de expandir seu conhecimento sobre contabilidade e finanças. Visite nosso blog para ler mais artigos interessantes e aprofundados. Além disso, acesse nosso Linktree Numeric para ficar por dentro das nossas redes sociais, eventos, novidades e para entrar em contato diretamente com nosso time de atendimento. Estamos aqui para ajudar você a navegar pelo complexo mundo da contabilidade e maximizar o sucesso da sua empresa.

compartilhe este artigo:

entre para o nosso canal no telegram

Quer receber conteúdos assim antes de todo mundo?

Preencha ao lado o formulário e se inscreva para receber nossos conteúdos por email.