Como calcular corretamente o Valuation da sua empresa

É inegável dizer que as startups fazem parte dos modelos de negócios com os maiores potenciais de crescimento. Até porque essa expansão rápida e agressiva faz parte de um dos principais propósitos desse tipo de empresa. 

Então se você é um dos empreendedores que teve uma ideia inovadora para curar uma dor do mercado, para conhecer a realidade da sua empresa e até onde ela pode chegar é necessário conhecer algumas métricas e uma das mais importantes é o valuation de startups. 

Preparamos esse artigo justamente no intuito de te ajudar a compreender melhor esse conceito para que possa aplicar em sua startup. Dessa forma, continue a leitura e aprenda mais. Vamos lá?!

O que é valuation?

O valuation é uma maneira de saber qual o valor real de uma empresa. Para descobrí-lo, o empresário precisa fazer uma avaliação seguindo os critérios abaixo: 

 

 

Esse indicador é extremamente importante para que o gestor de uma startup possa realizar a prospecção de investidores, definir o preço ideal das ações do negócio e o seu valor integral.

Dessa maneira, é possível perceber o quão relevante é ter o valuation de sua startup bem definido. Ele não só te dará noção do status da sua empresa, como será capaz de atrair investidores e gerar um crescimento sustentável ainda maior para o seu negócio. 

Assim, ele é válido para você, que empreende em uma startup e está em busca do sucesso de seu negócio e também caso sua intenção seja a de investir em uma empresa desse modelo. 

O que considerar antes de realizar um valuation?

Além de captar investimentos, o valuation beneficia sua empresa em outros atributos. Você conseguirá ter um discernimento maior acerca do seu negócio ao considerar os seguintes pontos antes de realizar o cálculo desse importante índice. 

 

  • Empresas aptas à parceria;
  • Resultados do minimum viable product (MVP) ou produto viável mínimo, em português;
  • Realidade mercadológica para o seu produto ou serviço;
  • Quais são os principais obstáculos e desafios a serem superados;
  • Elaboração de um plano de negócios assertivo;
  • Como sua ideia inovadora será útil para o mercado

 

Agora vamos falar especificamente das três principais maneiras de realizar o valuation de startups. Então, continue a leitura deste texto e aprenda!

Quais são as principais maneiras de calcular o valuation de startups?

Existem diferentes formas de calcular o valuation de startups. Neste artigo, vamos focar nas três principais, que podem ser feitas de maneira mais simples e mesmo assim gerar grandes benefícios para o seu negócio. 

1. Total de ativos + lucro líquido

O total de ativos somado ao lucro líquido é o método mais simples e comumente utilizado para saber o valor de uma startup. Seu foco é total nas finanças de um negócio. Assim, para realizar o cálculo basta apenas somar todos os ativos da sua empresa aos resultados presentes no balanço fiscal mais atual. 

Ou seja, se a sua startup possui R$ 200 mil em ativos acumulados e o último balanço apresentou um lucro líquido de R$ 40 mil, significa que o valuation é de R$ 240 mil. 

Vale destacar que, por ser um cálculo mais simples, ele é recomendado a startups novas, na fase inicial de alavancamento, ou de pequeno porte, com apenas dois sócios em sua composição. 

 

O que pode ser listado como ativos acumulados?

 

  • Mercadorias;
  • Dinheiro em espécie;
  • Saldo no banco;
  • Contas a receber;
  • Matéria-prima;
  • Aplicações financeiras;
  • Imóveis

 

2. Base Zero

A Base Zero é outra maneira bem tranquila de calcular o valuation de startups, basta responder: “quanto é necessário de verba para levantar uma empresa do zero com atributos e características semelhantes à sua startup?”.

O valor da resposta dessa pergunta será o valuation de sua startup. Para chegar nele, é necessário considerar os ativos tangíveis do seu negócio, tais como: 

 

  • Mercadorias em estoque;
  • Funcionários; 
  • Matéria-prima;
  • Aluguel; 
  • Encargos tributários; 
  • Investimentos

 

3. Venture Capital

Se os dois métodos anteriores foram mais simples de serem realizados, o Venture Capital é considerado como o mais complicado, mas não menos importante. Uma vez que sua aplicação é válida principalmente para o acompanhamento de startups que atuam há mais tempo no mercado. 

Seu principal intuito é mostrar ao investidor qual a previsão de retorno de lucratividade ele terá a médio e longo prazo e assim ter mais atributos para decidir se vale a pena realizar tal investimento. 

Dessa forma, é necessário já ter em mente qual o valor a ser investido, a estimativa de receita por ano, a projeção para o ano de resgate e, por fim, a margem líquida neste mesmo período. 

A base desse método é o P/L, ou preço sobre lucro, e a taxa de desconto almejada ao realizar o investimento. Logo, será necessário aplicar os atributos citados no parágrafo acima. 

Tenha apoio especializado

Esses são apenas alguns dos métodos de calcular o valuation de startups. Existem outros modelos e cada um possui especificidades diferentes que podem ser benéficas ao seu negócio. 

Então, conte com o apoio de uma equipe composta por profissionais especializados neste assunto, capazes de aplicar todo o conhecimento em sua startup. Entre em contato com um dos nossos especialistas para saber mais esclarecer dúvidas e descobrir outros serviços clicando aqui.

Aproveite também para acompanhar nossas dicas no blog e nas redes sociais.

compartilhe este artigo:

entre para o nosso canal no telegram

Quer receber conteúdos assim antes de todo mundo?

Preencha ao lado o formulário e se inscreva para receber nossos conteúdos por email.

Mais que números,

Numeric é estratégia

São Paulo, Brasil

Rio de Janeiro, Brasil

Lisboa, Portugal

©2023 Numeric Brasil | Numeric Contadores SS CNPJ 09.219.028/0001-99

Termos de Uso | Política de Privacidade | Desenvolvido por Amarelu Digital

São Paulo, Brasil

Rio de Janeiro, Brasil

Lisboa, Portugal

Numeric Contadores SS CNPJ 09.219.028/0001-99

©2023 Numeric Brasil | Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Amarelu Digital